Tuesday, February 09, 2010

waht dr3ms may cum
-
Ao invés da gente crescer com uns poucos modelos narrativos básicos, com um corpo certinho de contos populares e uma religião oficial e uma historinha nacional sacramentada, a gente tem hoje uma confusão colorida de incontáveis bagunças se copulando em incomprensíveis montagens. Isso é corrente e certo, não é nenhuma novidade. Mas toda história contada funciona como um modelo do mundo, como um microcosmo, um pequeno universo impossível que a gente sustenta com boa vontade. E essa multidão de modelos narrativos não muda as pessoas só pelos supostos valores que transmitem, mas também por suas características formais, o estilo, o jeito do mundo ser apresentado e as vozes se relacionarem. Eu percebo isso decomforça por causa dos meus sonhos*. As ferramentas e instrumentos de tudo que existe ficam tentando se combinar, sem que faça muito sentido. Tipo o elenco dos muppets e do animaniacs com superpoderes encenando um musical dirigido pelo Bergman com roteiro do John Ashberry, tudo acontencendo num mundo de perspectiva confusa com plataformas 2d, torres derruídas e monstros de pelúcia paralisados. As estruturas todas desfalecendo, como um circo desabando, os corredores vazios, as pessoas sumindo, as expectativas todas lindamente frustradas, sempre.

*gente, eu adoro eles.