Wednesday, April 26, 2006

esse blog é meio lento, mas acabou de perceber que o manuelparangolete sumiu. sacanage. como protesto, vamos discutir aqui na caixa de comentários o fenômeno MUSEU e sua relação com o real. até ele voltar.

Monday, April 24, 2006

-
Os níveis já sempre foram tantos, as tensões socias oh-tão-complicadas, se os sitcoms não tivessem me explicado seriam mais frequentes os momentos com todo mundo esperando uma resposta. A reviravolta aconteceu com uns quinze anos, passei a ver vantagem no fato de não entender do que diabo as pessoas estavam falando metade do tempo, ou o quê que elas estavam fazendo, porque estavam gritando. Isso de filmes e livros coming-of-age, o orgulho de ser di-fe-ren-te. Sim, é possível ser tão clichê, pelo menos não aprendi isso com desenhos animados inclusivos modernos, Júlio usa óculos, Marta é tetraplégica.
Eventualmente passei a entender, pelo menos em princípio, o que estava acontecendo, mas eu me distraio muito facilmente, a realidade não é sutil o bastante para ser interessante, a realidade devia ler jane austen. Pelo menos é ridícula, ainda bem que é ridícula, muito mais ridícula do que a galera do século dezenove achava exagerado. Daí hoje eu vi a luz e só acho graça. De tudo. Até agora está funcionando bem.
-
(eu já ia começar a falar de internet de novo, do orkut e da insegurança das pessoas de parecerem stalkers, mas já ficou repetitivo há muito tempo, isso e ficção contemporânea, estou até parecendo dessas gentes tão detestáveis que só mantém o rabo aberto pro século vinte.
Pois é. E o camões, hein, galera?)

Wednesday, April 19, 2006

K Penetrated with Sadness
-
He hears something playing on someone else's radio, in another part of the building. The music is wretchedly sad; now he can (barely) hear it, now it fades into the wall. He turns on his own radio There it is, on his own radio, the same music. The sound fills the room.

Barthelme, Robert Kennedy Saved From Drowning
(aqui, só não sei se inteiro, junto com mais coisas dele, tipo um pedaço de the balloon)

Sunday, April 16, 2006

AS POSIÇÕES SOCIO-POLÍTICAS DESSE BLOG

-
Este blog não depende de citações fáceis e nem da bondade de estranhos, letra de música só brasileira e de gerações saudosas. Não editamos template, editar template é coisa de veado. Somos contra tudo que está aí, não acreditamos em poesia e na presença de um poeta nós gritamos 'e aí poETA'. Preferimos cambridge-ma à cambridge-en, preferimos os pseudônimos masculinos aos nomes verdadeiros de escritoras inglesas, o nariz da george eliot sobre o nariz da virginia woolf, Ciro, o Grande sobre Pedro, o Grande, hal jordan sobre todos os outros e, desde a quinta temporada, rory sobre lorelai. Opinamos que mais de dois pares de ombros. Não acreditamos no infinito e temos nossas dúvidas acerca das coisas muito, muito grandes. Contra burguês votamos tal-numéro-lá. Acreditamos ser possível uma existência individual hoje, somos contra o racismo e a pena de morte. Grandes merda ser adevogado.